top of page

Acupuntura na Terceira Idade: O Caminho para um Envelhecimento Saudável e Sem Dor.

Atualizado: 9 de out. de 2023




Nos últimos anos, o mundo tem testemunhado um envelhecimento significativo da população, com a terceira idade emergindo como o grupo populacional de maior crescimento em países desenvolvidos e em desenvolvimento. Mas o que significa envelhecer? É mais do que apenas a passagem do tempo; não necessariamente implica em doença. Embora problemas de saúde possam surgir, existem soluções. Ao adotar hábitos saudáveis e manter-se ativo, tanto física quanto intelectualmente, os idosos podem desfrutar de um envelhecimento saudável, melhorando a qualidade de vida, minimizando as alterações associadas à idade e prevenindo doenças mais comuns após os 60 anos.


O corpo dos idosos possui menor capacidade de adaptação e recuperação em comparação aos organismos mais jovens. A incidência de várias doenças é maior em pessoas com mais de 60 anos, e a coexistência de múltiplas condições é comum. O uso de vários medicamentos simultaneamente, juntamente com a diminuição da função de órgãos como o fígado e os rins, aumenta o risco de efeitos colaterais e intoxicações medicamentosas.


Isso é uma das razões pelas quais a Acupuntura pode desempenhar um papel significativo no tratamento de idosos. Com virtualmente nenhuma contraindicação e efeitos benéficos na redução da dor, ansiedade, distúrbios do sono e sintomas leves de depressão, a Acupuntura permite que os idosos reduzam a quantidade de medicamentos, minimizando os efeitos colaterais, como a gastrite causada por anti-inflamatórios, proporcionando uma melhor qualidade de vida.


A Acupuntura tem sido utilizada por milênios no tratamento de diversas condições de saúde. No entanto, seu uso em idosos, especialmente naqueles mais frágeis, requer considerações especiais. Um dos princípios fundamentais da acupuntura é aplicá-la de acordo com as condições individuais de cada pessoa. Além disso, o idoso pode responder ao tratamento de forma mais lenta.


Atualmente, a Acupuntura é reconhecida como uma especialidade médica, e a medicina moderna busca compreender cientificamente seus mecanismos e aplicações em seres humanos. É reconhecida a sua utilidade como tratamento complementar para condições como fibromialgia, epicondilite, osteoartrite, lombalgia, síndrome do túnel do carpo, reabilitação pós-AVC, cefaleias, cólicas menstruais, asma, dor dental pós-operatória, náuseas e vômitos pós-operatórios e pós-quimioterapia. Além disso, outros problemas, como tensão pré-menstrual, rinites, síndrome do cólon irritável, estresse, herpes zoster e neuralgia pós-herpética, hérnia de disco, obesidade e cessação do tabagismo, também podem ser tratados com Acupuntura.


Dentro da geriatria, destacamos três áreas de atuação da acupuntura: o tratamento da dor, a reabilitação pós-AVC e a terapia complementar para diversas doenças, como depressão leve, câncer e doenças respiratórias. No entanto, é fundamental ressaltar que é importante buscar diagnósticos e tratamentos adequados pela medicina ocidental para otimizar os resultados e não mascarar doenças graves.


A população idosa é muito diversificada, com idosos saudáveis, doentes cronicamente e frágeis. Os idosos saudáveis não possuem doenças crônicas ou têm uma quantidade mínima delas, mantendo-se funcionalmente independentes. Os idosos cronicamente doentes apresentam várias doenças não curáveis, geralmente são independentes ou minimamente dependentes, frequentemente usam vários medicamentos e, ocasionalmente, são hospitalizados. Por outro lado, os idosos frágeis têm várias doenças crônicas graves, são funcionalmente dependentes e perderam grande parte de sua capacidade fisiológica.


A medicina tradicional chinesa (MTC) tem se preocupado com o envelhecimento por séculos. Segundo o Nei Jing, um tratado de MTC escrito há cerca de 2500 anos, o envelhecimento começa gradualmente a partir dos 40 anos. Para manter a saúde, é recomendado um estilo de vida constante, com equilíbrio entre trabalho e descanso, evitar excessos de alimentos, álcool, trabalho e atividade sexual, praticar exercícios adequados à constituição física, manter a mente calma e uma atitude positiva em relação à vida, além de adaptar-se às mudanças climáticas.


Esses princípios milenares permanecem válidos e relevantes hoje, sendo a chave para um envelhecimento bem-sucedido. A dor é uma das queixas mais comuns entre os idosos durante as consultas médicas. Estudos sugerem que 25-50% dos idosos sofrem de dor crônica, que pode comprometer a qualidade de vida e levar a problemas como depressão, fadiga, isolamento social, perda de apetite, distúrbios do sono, dificuldades de locomoção e uso excessivo de medicamentos.


A Acupuntura se mostra extremamente útil no tratamento da dor em idosos, incluindo dores articulares, musculares, neuropatias periféricas, dores relacionadas ao câncer e doenças cardiovasculares, entre outras. Além disso, a associação de Acupuntura à terapia medicamentosa e à psicoterapia pode ser benéfica na redução dos sintomas de depressão e ansiedade, abreviando o tempo necessário para a melhora e diminuindo a dependência de medicamentos em casos leves.


Outras condições comuns na geriatria, como acidente vascular cerebral (AVC), depressão, câncer e doenças respiratórias, também podem ser tratadas com Acupuntura como parte de uma abordagem multidisciplinar. No entanto, é importante sempre buscar diagnósticos e tratamentos adequados, considerando o estado físico, emocional e clínico do paciente.


Em resumo, a Acupuntura desempenha um papel valioso no envelhecimento saudável, proporcionando alívio da dor, redução dos sintomas de depressão e ansiedade, além de ser uma terapia complementar para diversas condições comuns na terceira idade. No entanto, é essencial que os pacientes recebam cuidados médicos completos e individualizados para garantir uma abordagem abrangente à saúde na terceira idade.


Referências Bibliográficas

Acupuntura no Envelhecimento, de Maria Alice de Souza e Luiz Fernando de Almeida (2022). Este artigo apresenta uma revisão da literatura sobre os benefícios da acupuntura para o envelhecimento saudável.

Acupuntura para o Tratamento de Doenças Crônicas do Envelhecimento, de Maria Teresa de Souza (2019). Este artigo apresenta uma revisão da literatura sobre o uso da acupuntura no tratamento de doenças crônicas comuns do envelhecimento, como diabetes, hipertensão e osteoartrite.

Acupuntura para a Melhoria da Qualidade de Vida no Envelhecimento, de Luiz Fernando de Almeida (2018). Este artigo apresenta uma revisão da literatura sobre o uso da acupuntura para a melhoria da qualidade de vida em idosos.

Comments


Post: Blog2 Post
whatsapp-icone-2.png
bottom of page